Árbitros do atletismo estão de malas prontas para os 12 dias de trabalhos na Olimpíada. Foto: Arquivo pessoal/ Walmor Battistotti.

Na terça-feira embarcam, nos aeroportos de Florianópolis, Criciúma e Navegantes, 11 árbitros nível 1 (Internacional/IAAF) e dois nível C (Nacional/CBat) para trabalhar no período de 9 a 22 deste mês durante as provas de atletismo que terão por palco o estádio Engenhão. A mesma equipe volta ao Rio de Janeiro para atuar nas Paraolimpíadas entre os dias 5 e 19 de setembro.

Por meio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), os árbitros recebem passagens aéreas, hotel, alimentação e transporte para os deslocamentos durante as disputas, além de um kit com aproximadamente 15 itens, entre agasalhos e material de proteção contra intempéries. Até um chapéu Panamá integra o kit para atuações nas provas noturnas. Eles ainda recebem um cartão – tipo vale alimentação – contendo crédito de R$ 1.200,00 para despesas eventuais durante os 12 dias de serviços.

13658975_10208239422957690_3123343825651698140_n (1)
Elza Maria dos Santos (esquerda) e Cláudia Basílio Matos integram a delegação de árbitros catarinenses na Olimpíada. Foto: Divulgação/Facebook.

Walmor Batisttotti Filho, integrante da delegação e presidente da Federação Catarinense de Atletismo confirmou a lista que ainda terá:  Deraldo Ferreira Oppa,  Bernadeth Conte, Neudir Paulo Neves, Deivis Elton Frainer, Elza Maria dos Santos, Maria Aparecida Demétrio, Márcia Benedetti, Roberta Kloster, Aline Dutra, Terezinha Borges, Claber Vargas e Cláudia Basílio Matos, os árbitros catarinenses que estarão a serviço das Olimpíadas e Paraolimpíadas, convocados que foram pelos comitês olímpicos e paralímpicos.

DEIXE UMA RESPOSTA