JESC e Parajesc definiram seus campeões no domingo em SMO

0
381
Competição reuniu, até o último domingo, cerca de 1.600 atletas e paratletas de dezenas de municípios catarinenses em São Miguel do Oeste

Terminou domingo (3), em São Miguel do Oeste, a etapa estadual da 33ª edição dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) para estudantes de 12 a 14 anos e a 7ª edição dos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc) para alunos de 12 a 17 anos. As duas competições iniciaram sexta-feira, dia 1º, com a participação de 1.600 atletas de 96 escolas catarinenses. Jesc e Parajesc foram promovidos pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria a Agência de Desenvolvimento Regional e Prefeitura de São Miguel do Oeste com apoio da Secretaria Estadual de Educação.

Os alunos dos Jesc disputaram o título no atletismo, basquetebol, badminton, ciclismo, futsal, judô, handebol, voleibol, tênis de mesa e xadrez. A natação das duas competições ocorre na quinta-feira, 7, no Sesi de Blumenau. Já nos Parajesc a briga por medalhas entre os atletas com deficiência intelectual (DI), visual (DV) e física (DF) foi no atletismo, goalball, futebol 7 e tênis de mesa.

Os campeões das modalidades dos Jesc representarão o estado na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, que acontece entre os dias 20 e 29 de setembro, em João Pessoa/PB. Nas modalidades individuais garantiram classificação os campeões e vices. Já os campeões dos Parajesc comporão a seleção catarinense na etapa nacional da competição, que ocorre de 21 a 26 de novembro em São Paulo.

A homologação definitiva de todos os campeões e a composição da seleção de Santa Catarina dos Parajesc que representará o estado em São Paulo só será divulgada pela Fesporte em boletim oficial após a realização da natação e da bocha paralímpica dias 8 e 9 em São José.

No último dia de competição, neste domingo, o que mais se viu nas praças esportivas de São Miguel do Oeste foi o grito de campeão, abraços e choro. Ora de emoção, pela conquista da tão sonhada vaga para um brasileiro escolar, ora de tristeza, por ter chegado tão perto e não conseguir o tão cobiçado título. Mas, de um modo geral, para os atletas, o que valeu mesmo foi à participação.

“Os Jesc nos permite, além de representar nossa escola em uma competição estadual, nos possibilita representar nosso estado em uma etapa nacional. Por isso ele é tão importante”, destaca o mesatenista Daniel Godoi, 14 anos, estudante Colégio Luterano Santíssima Trindade, de Joaçaba.

Para o presidente da Fesporte, Milton Cunha, estes dois eventos escolares, em que foram revelados inúmeros atletas, mostra que Santa Catarina está no caminho certo. “Os Jesc são a base de muitas competições realizadas pela Fesporte como Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) e Joguinhos Abertos, por isso eles são tão importantes para nós. Vi as edições dos jesc e Parajesc com bastante êxito, o que me deixa bastante satisfeito”, concluiu.

Texto/divulgação: Antônio Prado/Fesporte

 

DEIXE UMA RESPOSTA