Abertura do Estadual Sub 17 é marcado pela emoção

Noite foi marcada pela homenagem a um dos grandes comunicadores da imprensa catarinense.

0
2597
Filho e pai, Leonardo e Luiz Dubois dividiram, pela primeira vez, a responsabilidade do apitar basquete. Foto: Júlio Castro/Cifesc.

               O jogo de abertura do Campeonato Estadual Sub 17 Masculino de Basquete, entre os times do Instituto Estadual de Educação (ADIEE/Avaí) e o Instituto Baby Basquete (IBBC/CEFID), na noite de quinta-feira (27), no ginásio Rozendo Lima, em Florianópolis, foi marcado por momentos de emoção antes de iniciar e ao longo de seu andamento. Um minuto de silêncio in memoriam ao consagrado jornalista Gastão Dubois foi solicitado pelo técnico da ADIEE Kênyo Nunes.

               A emoção foi compartilhada pelos jogadores, técnicos e o público presente ao ginásio e, especialmente por uma dupla designada pela Federação Catarinense de Basquete (FCB) para arbitrar a partida. Filho e neto do saudoso Gastão, pela primeira vez, iriam atuar na condição de primeiro e segundo árbitros e a protagonizar um momento familiar especial aos que aqui estão e para os que já se foram.

               Luiz, 42 anos e há 23 como árbitro, e Leonardo Dubois, 19, que fez o curso há um ano,  assumiram a condução da partida sob o olhar atento do público. Entre um lance e outro, não faltaram frequentes trocas de olhares e uma discreta comunicação no calor de cada lance do jogo. Pai e filho, movidos pela responsabilidade em conduzir o jogo com a lisura que a função exige e ao que a regra determina,  se comportaram de modo exemplar e selaram parceria que promete ser duradoura.

Sexteto
Além de Leonardo e Luiz Gastão (esquerda), sexteto do comando da partida foi composto por Jucileni Homem, Larissa Cunha, Kelly Schutz (mesárias) e Carlos Conte. Foto: Júlio Castro/Cifesc.

               “Não deixa de ser especial este momento. O garoto tem talento e está no caminho certo. O Luiz, tem seu jeito paternal de ensinar, mas eu faço questão de dar minhas pegadas no garoto”, afirmou o José Carlos Conte, o “Tacho”, coordenador de arbitragem da FCB. “A gente vai ensinando, mas ele já evoluiu bastante. Ele gosta muito de apitar e isso já é um grande começo”, contextualizou o experiente árbitro e pai de Leonardo, Luiz Gastão.   O jogo terminou com a vitória da ADIEE por 123 a 36.

DEIXE UMA RESPOSTA