Rumos do esporte na pauta da reforma administrativa

Ocupantes dos cargos de secretário da SOL e presidente da Fesporte serão anunciados durante o processo de reforma administrativa promovida pelo governo estadual.

0
3326
Nomes para assumir a SOL e Fesporte começam a gravitar no círculo administrativo do Estado. Foto: Arte/Cifesc

               O recente afastamento do Partido da República (PR) do seio administrativo do  governo do Estado, que culminou com o anúncio da saída, até o final do mês, de Felipe Melo do comando da Secretaria de Esporte, Turismo e Cultura (SOL), desencadeou uma série de conjecturas, sobretudo aquelas relacionadas à condução do esporte nos próximos dois anos.

               Extraoficialmente, não param de circular nomes postulantes aos dois importantes cargos para o comando do esporte, na SOL e Fesporte. O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) está prestes a integrar o segundo escalão governamental e os nomes do deputado Mário Marcondes, do ex vice-governador Leonel Pavan e do ex-presidente da Fesporte Erivaldo Nunes Caetano, o “Vadinho”,  estão entre os indicados para assumir a SOL.

               Mário Marcondes surpreendeu a todos com sua participação no Fórum Especial do Esporte, realizado na quinta-feira (10) no auditório da Fesporte, ocasião em que se discutia tratativas para o reordenamento esportivo nos próximos dois anos. “A gente sabe que o governo do Estado não tem sido muito dedicado ao esporte. Torcemos que novas políticas venham, muito em breve, melhorar o esporte”, afirmou Marcondes, durante sua participação no Fórum.

               Em tom de despedida, o atual presidente da Fesporte, Milton Cunha, filiado ao PR, afirmou na mesma oportunidade que, conforme orientação da cúpula do partido, vai deixar o cargo a partir do dia 30. Nomes como de Pedro Henrique Dücker Bastos, do Partido Progressista (PP), único presidente a comandar a Fesporte por quatro anos seguidos (1999 a 2002) e que atualmente encontra-se na Fesporte vinculado ao gabinete do governador Raimundo Colombo; Sérgio Vieira Galdino (PSDB), presidente licenciado da Fundação Municipal de Esportes de Blumenau e atual membro do Conselho Estadual de Esporte (CED) e ainda do vereador josefense Adriano de Brito (PSDB), figuram entre citados postulantes ao cargo.

               “Vejo esta possibilidade como uma especulação, mas  ficaria muito honrado com este eventual chamado do governador. Dediquei minha vida ao esporte e vejo que, pela experiência de ter sido ex-presidente, a boa relação que mantenho com muitos colegas da casa e outros que convivi na vida esportiva, podemos trabalhar muito para o esporte”,  disse Pedro Bastos.

               Sérgio Vieira Galdino,  diz que está à disposição para o trabalho. “Não é de hoje que meu nome vem sendo citado para tão importante função no segmento esportivo. Entendo que assumir a Fesporte no quadro atual será um grande desafio para qualquer gestor. Me orgulha saber desta possibilidade e me coloco à disposição”, ponderou Galdino.

               Adriano de Brito considera que ainda é muito cedo para qualquer definição por parte do governo. “Como profissional de educação física e ex-superintendente da fundação de esporte de São José, penso que seria uma oportunidade muito especial na minha vida”, afirmou.  É praticamente certo que os nomes serão conhecidos oficialmente após o anúncio das mudanças que vão marcar a reforma administrativa previstas para o final do mês.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA